13 novembro, 2013

Parabéns a todas as Irmãs Dominicanas de Stª Catarina de Sena

O VTS deseja um excelente aniversário para todas as Irmãs da Congregação das Irmãs Dominicanas de Stª Catarina de Sena! 145 anos a servir fazendo o bem sempre!
Que Madre Teresa de Saldanha continue a iluminar todas as congregações, dando continuidade a todo o seu trabalho e à voz de Deus!

Voluntariado Teresa de Saldanha

12 novembro, 2013

Mais uma reunião do grupo de Lisboa

No passado dia 4 de novembro, pelas 20 horas, o grupo de Voluntariado de Teresa de Saldanha de Lisboa, reuniu-se mais uma vez em Benfica, na casa das Irmãs Dominicana de Santa Catarina de Sena.

Nesta reunião foi apresentado um power-point sobre Catarina de Sena, no qual foram abordados os aspetos mais relevantes da sua vida. Assim, todo o grupo conheceu melhor esta grande mulher Dominicana.
Posteriormente, foram debatidos alguns detalhes para o encontro da Família Dominicana que irá decorrer no próximo fim-de-semana (9 e 10 de novembro) em Fátima. Este encontro contará com a participação de inúmeros voluntários de Teresa de Saldanha, quer do grupo de Lisboa quer do grupo de Aveiro. Estes irão dar testemunho do trabalho desenvolvido pelos dois grupos quer em Portugal quer em missões no estrangeiro.

Finalizámos a nossa reunião com a oração de vésperas e com o habitual convívio entre todos os membros


Ângela e André Silva
(e Maria, futura VTS)



11 novembro, 2013

Encontro Nacional VTS em Fátima

Estivaram presentes no encontro nacional do VTS em Fátima, membros do grupo VTS de Lisboa e do grupo VTS de Aveiro, no fim de semana de 25 a 27 de Outubro de 2013.

Desenvolveram-se temas, partilhas, momentos de oração de tudo um pouco. No domingo na oração da manhã foi também realizado o compromisso ou a renovação do compromisso do VTS.
Algumas fotos para recordar de todos esses momentos!











VTS - grupo de Lisboa

Crónicas de Timor 3

Mais uma sequela das Crónicas de Ana Margarida para recordar que a nossa VTS está sempre presente em todos nós!!!

Obrigada Ana e Marta pelo vosso trabalho em Timor!
O texto que Ana escrveu ao longo da "reportagem" fotográfica está à parte da montagem das imagens, por isso apresentamos na íntegra o texto abaixo:

"Olá a tod@s!
Eis aqui a 3ª cronica da minha missão em Timor. Consegui finalmente encontrar tempo físico e mental para organizar as fotografias para vos enviar.
Nestes meses de missão em terras de Same, começámos por conhecer a população, fazendo um levantamento casa a casa das pessoas, sobretudo doentes e crianças. Visitámos cerca de 60 famílias, mas muitas mais existem que não conseguimos visitar, uma vez que tivemos que preparar o início das actividades com as crianças, adolescentes e jovens.
De referir que, as visitas tinham uma barreira temporal grande, pois só podíamos fazer as visitas à tarde, a partir das 16:30h até no máximo às 18h, pois antes as pessoas estavam nas hortas ou a descansar. Assim, o máximo de visitas por dia era de 4 às vezes 5 casas. Sendo que, quando chovia esta era uma tarefa impossível, pois as casas tem telhados de zinco e com a chuva é impossível manter uma conversa, pois não nos ouvimos.
Assim, quando se aproximou a Páscoa, pedimos ajuda ao catequista e visitamos apenas os doentes, que queriam receber a sagrada comunhão. Na Páscoa comungaram perto de 70 pessoas, que há muito tempo não podiam ir à Igreja e por isso não tinham qualquer apoio espiritual. Actualmente, por serem muitos doentes e não conseguirmos que todos comunguem ao domingo, pedimos ajuda aos seminaristas e eles distribuem a comunhão a uma parte dos doentes e nós a outra. É uma grande alegria para estas pessoas poderem receber Jesus em suas casas, algumas julgavam nunca mais poder comungar.
Ainda dentro destas visitas, descobrimos pessoas doentes que não iam ao hospital e simplesmente a família esperava que elas morressem, por isso, também fizemos de ambulância e acompanhamos alguns casos até ao hospital. Infelizmente, por aqui não é fácil as pessoas irem ao hospital, ainda se baseiam muito na medicina tradicional e depois situações inicialmente pouco graves transformam-se em casos gravíssimos que podem levar até à morte. E como não há autópsias, nunca se chega a saber do que a pessoa morreu.
Entretanto, procurámos também chegar aos jovens e adolescentes que demonstraram vontade em organizar um grupo, sobretudo porque aqui há poucos apoios a nível espiritual a esta faixa etária. E os que existem concentram-se na paróquia que fica a 5 km de Hola-Rua, como os acólitos, escuteiros e cruzada eucarística e por isso os jovens não vão. Por outro lado, aqui não há catequese organizada, faz-se uma preparação intensiva para a 1ª comunhão por volta dos 12 anos e depois por volta dos 17 para o Crisma. Assim, a grande necessidade que os jovens e adolescente apresentaram foi sobretudo a nível de formação cristã, o que para nós é a catequese, pois a deles baseia-se no decorar de fórmulas. Agora alguns destes jovens acompanham-nos à missa e depois ajudam com os cânticos nas celebrações da distribuição da comunhão aos doentes.
E começámos finalmente o ATL com as crianças do 1º ao 5º ano, provisoriamente na sede do suco, enquanto as salas que albergarão o ATL não estiveram concluídas. Como temos “falta de pessoal” só podemos estar com cada ano uma vez por semana, ainda que o ideal fosse todos os dias, para melhor desenvolverem a língua portuguesa. Procuramos que para além do português também tenham outras actividades, como a música, a modelagem, picotagem, visionamento de filmes, jogos didácticos e simplesmente brincar.
Espero que gostem das imagens que vão ver, resumem um pouco o que por aqui se tem passado. A crónica está dividida em 5 partes.
Beijos e abraços,
Ana Margarida Lucas

24 Janeiro – Viagem rumo a Same, para a mudança (quase) definitiva.
31 Janeiro – Fomos até ao mercado de Same e parámos no talho…
E abastecemos o carro… Para voltarmos a Remexio, para a abertura do Noviciado e entrada no Postulantado da Marta, dia 2 de Fevereiro.
E depois da celebração houve festa… e eis o resultado do nosso trabalho do dia anterior: Queques de cenoura, salame de chocolate e pudim de claras…
3 Fevereiro – A nova foto oficial das VTS em Timor
Continua…

 Dia 5 Fevereiro - Fomos até Maubara onde existe um projecto de auto-sustentação local, ligado ao artesanato.
Dia 6 Fevereiro, regressámos definitivamente a Same, mas pelo caminho parámos em Maubisse, na Pousada que é do tempo dos portugueses e tem uma linda vista…
E com o nosso regresso a Same, o Ezequiel também regressou às aulas.
22 Fevereiro – Houve oração de Taizé em Same, no nosso espaço de oração.O mês de Março começou com a visita a Hatu-Udo com o Frei Javier, para ver as obras da casa.
A escola católica junto da casa dos Irmãos Dominicanos
E também passamos por Betano, onde vimos o belo peixinho à venda.Entretanto, começou a construção do salão que vai abrigar o nosso ATL provisoriamente, uma vez que ainda não há financiamento para construir o Centro Comunitário.
Continua…

 Dia 13 de Março - Fomos conhecer os doentes que se quiseram preparar para receber Jesus na Páscoa. Estes são alguns deles:
Dia 17 de Março - No âmbito dessas visitas fomos até à aldeia de Tirilolo, até à qual andamos durante 1h30h a pé para cada lado. Não há acesso de carro e as pessoas para se deslocarem à cidade tem que o fazer a pé ou nos seus animais.
19 Março – Distribuição de brinquedos às crianças nossas vizinhas.
E na semana antes da Páscoa, brincámos com as crianças.
Também fomos a Via-Sacra
22 Março - Sexta-feira, Via Sacra em Hola-Rua. Como a capela ainda não está pronta, a via-sacra foi no campo junto da capela.
E nessa manhã tínhamos ido ao mercado e vimos um fahi (porco) a ser transportado assim:
Continua…
 23 Março- Encontro de Jovens/Adolescentes na nossa casa
E também tivemos a visita da Ameta, filha do nosso vizinho do lado, que todos os dias nos visita, várias vezes ao dia e quase sempre sem roupa…
Dia 24 de Março - Fomos a Hatu-Udo à entrada solene dos Irmãos Dominicanos
E aqui está o ramo de um dos meninos presente na celebração:
Dia 25 de Março – Crianças de Hola-Rua participaram na gravação de um programa infantil, pediram a nossa ajuda para as escolher, pois deviam compreender e falar português.
E outras assistiram à gravação…
31 Março – Domingo de Páscoa, na Igreja de Same (Cristo Moris Hias Ona = Cristo Ressuscitou)
Os doentes que vieram comungar a nossa casa.
Na tarde de Domingo de Páscoa, fomos visitar outros doentes e também a família benfeitora. Esta é a bebé Saferiana, com 5 meses. Nos primeiros dias de Abril voltámos a Remexio, para estarmos com a comunidade e abastecermo-nos materialmente e, sobretudo, afectivamente.
Continua…

 6 de Abril – Fomos à praia e visitámos o Cristo Rei em Díli.
A Marta em meditação…
Até chegar ao Cristo-Rei subimos muitos degraus (mais de 600, acho eu). Ao longo do caminho estão as estações da via-sacra, que terminam na 15ª Estação: A Ressurreição.
O grupo que foi até à praia…
11 Abril – Abertura do contentor
E no dia 12, um camião foi buscar as nossas muitas caixas…
E à noite tivemos uma noite portuguesa, a descamisar o milho, para a nossa despedida de Remexio.
E voltámos a Same, retomando as nossas brincadeiras com as crianças.
24 de Abril – Iniciámos as actividades do ATL (3º/4ºano), provisoriamente no espaço da sede de suco.
26 Abril – Iniciou o ATL o 5º ano.
E a Ameta foi-nos visitar… (trás a boneca, como as mães aqui trazem os filhos.)
29 Abril – Para terminar, o início do ATL do 1º e 2º ano.


FIM!
Até à próxima…
Hola-Rua, 17 de Maio de 2013"