01 abril, 2018

Retiro Nacional VTS - Fátima 23 a 25 Março de 2018


Quem diz que os retiros podem ser semelhantes todos os anos?
Podem crer que estão redondamente enganados!

Mesmo que fosse o mesmo formato, as mesmas pessoas, é sempre diferente, porquê? 

Porque tudo o que nos rodeia no momento se faz e se torna 



UM MOMENTO ÚNICO E VERDADEIRO!


Mais uma vez, este ano foi um momento único, mágico e poderei dizer que cada ano que participo, sinto que a minha razão de ser VTS é cada vez maior, pois a Esperança, o Amor, a Semente está sempre a crescer, porque cada um de nós é importante e faz parte desta Família!

Foi diferente sim, porque este ano estive com outros elementos novos do VTS, e principalmente estive com as minhas duas filhas Beatriz e Mariana, ao qual fico agradecida por ter sido abençoada por duas lindas meninas que se sentem VTS desde o seu nascimento, não porque a Mãe o é, mas porque elas próprias vivem a vida Cristã, a vida Dominicana, a vida de um VTS ao mais alto nível e só porque se sentem bem!






Isto é Amor? Isto é Esperança? Isto é a Verdade?
Isto é a Vida? Isto é a Semente?

Todo o tempo do Retiro foram momentos de questões, inquietudes, dúvidas, algumas certezas, mas levou a grandes reflexões de que Nós podemos ser mais e melhor!

Na Eucaristia do Domingo de Ramos, veio à memória os grandes encontros de Jovens por ser Dia Mundial da Juventude, e senti o mesmo que sentia naqueles tempos de “juventude”, ESPERANÇA, E QUE SOMOS A SEMENTE! Olhando para as crianças, senti a ESPERANÇA ainda mais acesa,olhando para todos os VTS senti a SEMENTE a crescer! E hoje após a Ressurreição de Cristo, somente tenho palavras para dizer a todos vós:


RESSUSCITOU! RESSUSCITOU! ALELUIA! ALELUIA!
UMA PURA SEMENTE DE ALEGRIA! ALELUIA ALELUIA!


Obrigada VTS Nacional,
SOMOS UM! SOMOS FAMÍLIA! SOMOS ESPERANÇA!
SOMOS AMOR! SOMOS A SEMENTE!
FAZER O BEM SEMPRE!



Rita Ribeiro de Castro

Retiro Nacional do VTS ( 23 a 25/03/2018)


“Hossana, hossana!”

A mais alta forma de louvor de alegria. Alegria que senti ao viver a Eucaristia deste Domingo de Ramos com os meus manos do VTS em Fátima, por ocasião do nosso retiro nacional. Foi muito bonito constatar que essa mesma alegria que me fez querer fazer parte do VTS, há dois anos, é a mesma que continuo a sentir quando estou com eles reunida. Foi uma missa multicultural, com cânticos alegres e ritmados, com danças que nos ajudam a rezar, com leituras proclamadas com a certeza na voz.



Hossana, hossana!”

Saber que fazer parte desta família, de me dedicar ao voluntariado, é expressão deste louvor ao nosso mestre, Jesus. Este Jesus que com os nossos ramos, com tudo aquilo que somos, acolhemos em Jerusalém e proclamamos como Messias, como filho de Deus. E esta alegria que Ele nos faz experimentar, esta alegria de nos sentirmos com Ele, amados por Ele, tem que ser realmente motivo da nossa esperança, esta Esperança que Ele é. Que nos leva a viver sem medo do amanhã, que nos faz querer dar mais neste hoje que é dom, que nos desafia a ser sempre “construtores da paz”.


“Hossana, hossana!”


Possam as sementes que recebemos, como símbolo, no final da Eucaristia germinar, crescer e desabrochar em lindos ramos de oliveira e alecrim e possamos nós, enquanto VTS, continuar a fazer caminho na alegria, na esperança e na paz.


Ana Emanuel Nunes