22 março, 2018

VTS AVEIRO na Festa de São Lázaro


“Lázaro, Ramos, Páscoa estamos...”


 
Hoje foi dia de celebrar o São Lázaro com a comunidade de São Martinho da Gândara. O dia começou tímido e um pouco molhado, mas depressa as incertezas se dissiparam e o sol brilhou, provando que é necessário ter fé e acreditar no poder da oração, tal como fizeram as irmãs de Lázaro.

Assim, como já vem sendo tradição, o VTS de Aveiro marcou presença nesta festa que tão bem nos tem acolhido. Desta vez levamos vários produtos caseiros, bolachinhas, bolos, compotas, ginjinha do convento (que tanto furor fez), e claro os livros para pequenos e graúdos sobre Teresa de Saldanha e a Espiritualidade Dominicana, tudo em troca de um pequeno donativo que nos permitirá apoiar algumas missões já no próximo Verão. Tudo fez parte da festa e tudo serviu para divulgar Teresa de Saldanha e a congregação das Irmãs Dominicanas de Santa Catarina de Sena.




Mas também houve espaço para a reflexão e, durante a homília, escutámos que muitos são os idosos que cada vez mais vivem sozinhos, sofrem sozinhos e morrem sozinhos... Será que nos esquecemos que nós seremos os idosos de amanhã?
Numa sociedade cada vez mais envelhecida é urgente redefinir prioridades, e cada um de nós deve ter um papel ativo e contribuir para a valorização destas pessoas. 


Ser VTS é isto, é ir ao encontro, é desinstalarmo-nos, é acreditar que um pequeno gesto pode fazer a diferença, é partilha e serviço e é fazer de tudo isto lema de vida, sempre com o objetivo de fazer o bem.

Lázaro, Ramos, Páscoa estamos, é este o caminho até à ressurreição e é este o caminho para quem acredita num Deus Vivo, um Deus que caminha e faz caminho connosco!



Liane Pinho