06 dezembro, 2014

Eleições do VTS Lisboa - Novembro 2014 - mais um encontro!



No passado dia 3 de Novembro o VTS de Lisboa reuniu-se mais uma vez, pelas 20 horas, na casa das Irmãs Dominicanas de Santa Catarina de Sena, em Benfica.

Depois de todos terem chegado, e de os bebes terem jantado, iniciámos com uma oração antes do jantar partilhado.
De seguida tivemos o nosso habitual momento de oração através da Liturgia das Horas.

Entrando na ordem de trabalhos, a qual era bastante extensa, começámos por ouvir a partilha dos seis membros que estiveram presentes no Retiro Nacional de Fátima. Através do testemunho da Maria Olímpia, e dos outros membros que foram dando os seus contributos ficámos a saber como tinha corrido o retiro e os seus vários momentos, tendo-se destacado o tema do mesmo, o qual foi “O Tesouro”; os vários momentos de oração e o compromisso, e renovação do mesmo, feito por alguns dos membros dos vários grupos do VTS.
De seguida, e sobre a Missa das Universidades, onde o VTS também esteve representado por alguns dos seus membros, a Joana fez a sua partilha, tendo sido destacado o carácter anual da mesma, a presença do bispo de Lisboa e as mensagens dadas pelo mesmo para os estudantes. No final da missa existiu um convívio o qual contou com a presença de diversos grupos que deram o seu testemunho e mostraram as suas atividades. Ainda nesta matéria foi destacado que deverá ser feito uma espécie de desdobrável que apresente de forma mais atrativa  as atividades e  âmbito do VTS.
De seguida, foi abordada a possibilidade de o VTS passar a redigir alguns textos para a publicação das irmãs Dominicanas de Santa Catarina de Sena “Evocação”, que tem como tema as virtudes da Madre fundadora Teresa de Saldanha
O ponto seguinte da reunião foi a eleição dos novos corpos dirigentes, dado a anterior coordenadora ter decidido entrar para a ordem, notícia que nos deixou muito felizes e orgulhosos.
Após a recolha de votos foram eleitos como coordenador: André Silva, como secretária: Rita Castro e como tesoureira: Maria Olimpia.
Seguidamente, foi decidido que todas as terceiras segundas-feiras de cada mês passará a existir um momento exclusivo de oração por parte do VTS de Lisboa. Para já ficaram definidas as datas de 17 de Novembro, 15 de Dezembro e 19 Janeiro, tendo ficado em aberto a possibilidade de nestas datas o VTS Lisboa rezar a oração de completas com a irmãs Dominicanas de Santa Catarina de Sena, na sua casa de Benfica.
Por último abordámos mais alguns temas relevantes, como o projeto “Rota Teresa de Saldanha”, o Sínodo de Lisboa e  o futuro projeto de voluntariado do VTS Lisboa.
Para a próxima reunião o tema será o Sínodo de Lisboa tendo ficado os membros Bruno e Joana de prepararem o mesmo.


André Silva e Ângela Silva

VTS retoma as suas actividades em Setembro!!!


VTS Lisboa – 1 de Setembro de 2014

Após rezadas vésperas em dia de Santa Beatriz da Silva, reiniciámos a temporada no VTS – Lisboa. Desta vez, o Capítulo Geral precedeu a nossa reunião mensal, onde o trabalho do VTS foi apresentado à Congregação. Quando a Irmã Alzira informou do entusiasmo das Irmãs com a acção do VTS, um ânimo extraordinário gerou-se no grupo. Esta sintonia com a Congregação, alegra-nos a caminhada.


Outra importante novidade, é a atribuição de novas missões à Irmã Alzira, transmitindo a orientação do grupo à Irmã Teresinha. A Irmã Alzira é fundadora do VTS (2002) que o fez amadurecer espiritual e missionariamente.
Estudámos São Domingos, Santa Catarina de Siena e Madre Tereza de Saldanha. Partilhámos estas espiritualidades na comunidade.
Enviámos missionários para a Madeira, Timor e Moçambique. Inspirámo-nos com a Vontade de Deus e fizemos o Bem sempre.
Agora, o Conselho Provincial pediu à Irmã Teresinha para nos orientar. Vamos então acolher esta nova etapa, continuando o nosso plano, acção e contemplação com as premissas da nova orientadora que, em oração com a Congregação, vislumbrará o melhor Bem a fazer.
Será certamente uma outra dinâmica, mas também suportada na Vontade de Deus e fazendo o Bem sempre. 

Bruno Partidário

03 novembro, 2014

Encontro Nacional VTS - 17 a 19/10/2014

Um dos Tesouros partilhado por todos os VTS, de uma forma especial de quem esteve ausente, mas sempre presente e unida em oração!
Obrigada pela vossa força!
O meu Tesouro está presente na minha vida, e neste momento é sem dúvida a minha Família!



Márcia Cotrin demonstra um dos seus tesouros...!

Obrigada pela partilha!



Rita Ribeiro de Castro
Membro do VTS de Lisboa

17 outubro, 2014

Encontro Nacional do VTS


“Deus é o meu tesouro, e dele tudo posso esperar.” Teresa de Saldanha

No fim-de-semana de 17 a 19 de Outubro o VTS esteve reunido em encontro nacional, no convento de Nossa Senhora do Rosário, dos Irmãos Dominicanos, em Fátima. O tema geral do encontro era: “VI-TETesouro a descobrir, dentro de uma Espiritualidade específica – Dominicana – através do Voluntariado – Teresa de Saldanha. É esta a nossa Identidade.” Com base neste tema, foi pedido aos grupos de Lisboa, Aveiro, Fátima e ao embrionário grupo da Guarda que refletissem sobre a pergunta: “Onde está o teu Tesouro?”.
Na manhã de sábado foi apresentado o tema: “Olhar o tesouro vivendo a espiritualidade” pela Irene Catarina. Partindo da Palavra de Deus lançou-nos algumas questões ligadas à nossa vida concreta. Interrogamo-nos sobre como é o nosso olhar e como olhamos o mundo e os outros. Através destas questões fomos descobrindo qual é o nosso verdadeiro tesouro e que temos a missão de o partilhar. Assim, tomamos consciência de que é necessário estarmos embriagados pela Palavra de Deus para o podermos fazer.
Após esta apresentação, partimos em busca do tesouro numa Eucaristia em movimento, para a qual contamos com a presença do Frei José Nunes e que foi preparada pelo Frederico Serôdio e pela Katya Rafael. Este momento era para ser vivido como caminhada a pé, contudo devido às condições climatéricas não foi possível. Porém, o Frederico deu-nos pistas que nos ajudaram a permanecer em silêncio, num espirito de caminhada, mas apenas interior.
Na capela do convento começamos a Eucaristia com o ato penitencial, em que através de um texto de reflexão, acompanhado por uma encenação, compreendemos que para encontrarmos o tesouro é necessário escavarmos a terra, retirando as pedras e as ervas até o conseguirmos encontrar. O nosso ser é aqui representado pela terra, do qual é necessário retirarmos o que não faz falta para chegarmos ao nosso coração, pois aí está o nosso tesouro. (cf Mt 6,21) Continuámos em silêncio até ao exterior do convento, onde escutamos a Palavra de Deus, que também nos falou do Tesouro e de como podemos chegar a ele. Após a homilia do Frei José Nunes, seguimos em carros até ao Santuário da Senhora da Ortiga. Quando lá chegamos o nevoeiro envolvia todo o local e a chuva teimava em cair. No adro da capela fomos convidados a fazer as nossas preces a Deus. Em seguida foi-nos lançado o desafio de recolhermos um objeto ou imagem que tivesse significado para nós e fosse de encontro à busca do tesouro, os quais foram depostos sob o altar no momento do ofertório. Ao iniciarmos esta busca, o Sol começava a aparecer, sentíamos que Deus fazia caminho connosco! Despois da comunhão fomos convidados a dar graças a Deus pelos dons recebidos e encontrados. No regresso ao convento a alegria era visível. Tínhamos encontrado o TESOURO!
À tarde, a Katya Rafael colocou-nos a mexer com um animado vídeo e a seguir a Marta Machado dividiu-nos em grupos para refletirmos sobre a Espiritualidade. Para tal tínhamos dois textos de apoio sobre S. Domingos e Teresa de Saldanha. No final, cada um dos grupos apresentou os traços principais de cada espiritualidade. Em seguida, visionamos o filme: “Teresa: a história de uma menina muito especial” para melhor conhecermos a fundadora das Irmãs Dominicanas de Santa Catarina de Sena. Ainda como dinâmica, mas individual, a Katya propôs-nos forrar um pequeno bloco, personalizando-o de forma a ser usado para registar os nossos encontros pessoais com Deus e também as respostas às questões lançadas pela Marta no final da reflexão.
Posteriormente, iniciou-se o painel de testemunhos sob o tema: “Voluntariado e Identidade”, moderado pela Ana Lucas. Neste painel todos foram convidados a partilhar aquilo com que se identificavam no VTS, ou seja, as características que mais marcavam o seu percurso no voluntariado. Todos os testemunhos foram emotivos, recordando o início da caminhada de cada um no VTS e como agora existe o sentimento de pertença a uma família!
A oração da noite, preparada pela Ana Carina, foi feita em jeito de caminhada pelas ruas circundantes do convento, meditando sobre o encontro do Tesouro. No final, quem desejou foi até ao Santuário encontrar-se a sós com Maria.
Domingo, pela manhã, a Andreia Silva presenteou-nos com uma oração especial de encontro com Deus, convidando-nos a escrever uma carta para Deus, inspirados pelo trailer do filme “Cartas para Deus”. Em seguida, a Ir. Flávia fez a síntese do fim-de-semana partindo da música “Passo-a-passo”, que ilustrava tudo o que vivemos durante o encontro: “passo-a-passo, grão-a-grão/completamos esta construção”, que é o voluntariado, que é a IGREJA!
Ao final da manhã, participámos na Missa na Igreja do Convento dos Irmãos Dominicanos, presidida pelo Frei Virgílio, durante a qual demos graças pelo encontro. Após a comunhão a Ir. Alzira apresentou o VTS à comunidade, indicando a existência do grupo de Fátima, que está aberto a quem desejar fazer caminho com ele. A seguir, houve a renovação do compromisso VTS por 7 voluntários de Lisboa e Aveiro e 4 membros do grupo de Aveiro fizeram-no pela primeira vez. No final da celebração eucarística, quem desejou foi visitar a capela do mosteiro Pio XII, das monjas dominicanas de clausura, que para alguns era desconhecida.
A avaliação final foi orientada pela Ir. Alzira, que nos convidou a refletir sobre o encontro. Todos reconheceram que estes dias foram um tempo único de crescimento espiritual e de convivo entre todos os grupos VTS. O momento mais forte destacado unanimemente foi a Eucaristia em movimento. No fim da avaliação foi lido o mural onde ao longo do encontro os voluntários foram escrevendo os seus sentimentos e descobertas.
Em clima de alegria e de boa disposição, regressámos a casa, sabendo que o nosso Tesouro é CRISTO!

Ana Margarida Lucas & Marta Machado

16 setembro, 2014

VTS Lisboa - Junho 2014

O VTS de Lisboa antes das férias de verão também têm algo a relatar...


REUNIÃO VTS-LISBOA 2 DE JUNHO


A 2 de Junho teve lugar a reunião mensal do VTS-Lx na Casa das Irmãs em S.Domingos de Benfica.

Antecedendo a reunião, teve lugar o jantar como vem sendo habitual. Os trabalhos tiveram início com a palavra de Ana Lucas que falou sobre o Capitulo que se realiza a 19 de Julho em que haverá um Dia Aberto onde será apresentado o Relatório do VTS. O relatório será elaborado por Ana Lucas. Neste dia haverá uma conferência com o título “Espiritualidade e Cidadania de TS”. Com a apresentação do Relatório do VTS aproveitou-se a presença das Irmãs de outras Províncias (Angola, Moçambique, Brasil, Albânia e Timor) para lançar o desafio de falarem sobre o Voluntariado.

Falou-se também no projecto que o VTS-Lx tem em mãos, a elaboração da “Rota de TS” que deverá ser lançado em colégios.

Marcaram-se algumas datas importantes em que o VTS-Lx deverá estar presente:

27/28 Setembro 2014 – Peregrinação da Família Dominicana a Fátima. O VTS foi convocado para a animação da tarde de 27/Set e Vigília, sob o tema “O laicado dominicano e a Pregação”.

Marcaram-se as datas das reuniões para o início do Ano Pastoral.

Ficou decidido que o dia de oração do grupo seria à 2ª Feira uma vez por mês tendo sido calendarizado as datas para 15 Setembro/20 Outubro/15 Dezembro2014 e 19 Janeiro 2015.

Marcou-se o Retiro Nacional onde será feito o Compromisso/Renovação que poderá ser em Aveiro.

Agendaram-se os Retiros de Lisboa para 20/21/22 Fevereiro 2015 e 5/6/7 Junho 2015.

O Roteiro de TS deverá ser elaborado numa versão para os mais pequenos.

As Jornadas de Juventude realizam-se em Agosto 2016.

  

Maria Olimpia de Castro

VTS Pinheiro da Bemposta - Terço, Via Sacra, Srª Ribeira - MAIO 2014

Antes das férias de Verão, Pinheiro da Bem Posta mostra as suas atividades....

"Terço Pinheiro da Bemposta + Reunião VTS Aveiro+Pinheiro
Porque Maio é o mês de Maria, os grupos do VTS de Aveiro e Pinheiro da Bemposta decidiram juntar-se para rezar!
Numa sexta-feira diferente, juntamo-nos com a comunidade no Pinheiro e alumiamos o terço. Porque acreditamos que Maria pode interceder por nós junto do Pai! E no fim, uma surpresa da Elizabete, vimos o vídeo do Roteiro de Teresa de Saldanha.
Este foi também um dia de reunião onde aproveitamos para conviver e para conversar sobre o que se tem feito pelo VTS. A fazer o bem sempre!


 Via Sacra Pinheiro da Bemposta

 


Vamos refletir sobre a ressurreição?
Sim, a Páscoa é momento de festa mas também de reflexão/transformação. Por isso, os grupos de catequese da adolescência do Pinheiro da Bemposta prepararam cada estação da Via Sacra e juntos rezamos em torno da Igreja Paroquial.
Com Cristo estamos sempre em constante surpresa: há sempre algo novo que Ele tem para nos transmitir. Por vezes mensagens tão simples que nos passam. E a sua morte e ressurreição mostra mesmo isso: estar disposto a dar a vida por amor. Porque quem ama não tem medo de nada: nem da morte!
Obrigado por esta tarde bem passada. O grupo do VTS mostrou mais uma vez que quer ser testemunha de fé. A começar pelos mais pequenos!

Peregrinação Senhora da Ribeira
Pela primeira vez, o grupo do VTS do Pinheiro agarrou nas sacolas e pôs-se em marcha em direção à capela da Senhora da Ribeira. Juntando-se à comunidade, esta peregrinação foi momento de oração e de cânticos de louvor a Maria.
Caminhar pode ter mais significado do que um simples passeio: é sempre uma lembrança que não devemos montar as nossas tendas e querer permanecer no nosso conforto. Há que descer a montanha e viver a mensagem de Cristo no nosso dia-a-dia. E o VTS precisa de ação: só assim o testemunho de uma Igreja Missionária poderá ser transmitido de maneira autêntica.
Ao chegar ao largo da Senhora da Ribeira, montamos a nossa banca, com bolos, doces e sumos,  preparados por nós. E enquanto vendíamos, juntamo-nos ainda ao grupo das Estrelas Missionárias para uns bons jogos, já que estes momentos lúdicos reforçam a amizade e a alegria que deve existir num grupo de jovens cristãos.
Oração, Convívio, Testemunho: uma manhã em cheio! :)
 Ivo"





06 maio, 2014

Ida a Cucujães a 22 de Março - VTS AVEIRO

Ida a Cucujães a 22 de Março Porque não rezar como S. Domingos? Foi a isso que nos propusemos a 22 de Março, enquanto membros do VTS de Pinheiro da Bemposta. Partimos para Cucujães onde orientamos uma oração de adoração com a comunidade – com um pequeno desafio. Aliar o gesto à palavra, adotando posturas com as quais S. Domingos nos ensinou a rezar. De joelhos, de braços abertos, inclinados: o corpo também pode ajudar à concentração, numa altura em que é tão difícil nos abstrairmos das ânsias do mundo. Ser voluntário é também aceitar orar e rezar o mundo e a vida. São Domingos deixou-nos várias dicas...

E a nós... só nos basta aceitar o desafio.

Deus está ansioso por escutar-nos!
Ivo MAchado e Ana Raquel Rodrigues
VTS-AVEIRO

Roteiro de Teresa de Saldanha em Lisboa -Testemunho do VTS AVEIRO

Roteiro aos lugares de Teresa de Saldanha, em Lisboa

O fim-de-semana pertencente aos dias 28, 29 e 30 de Março de 2014 ficou marcado por ser um fim-de-semana diferente e fugir à regra da rotina. Este fim-de-semana consistiu no roteiro aos lugares da Madre Teresa de Saldanha em Lisboa. Estiveram presentes do pinheiro, a Laura, o Ivo, o Zé, a Filipa e a Francisca que nos brindou com a companhia da sua colega Bruna de Leiria; de Aveiro a nossa querida Irmã Flávia e de Fátima o casal alegre, Frederico Serôdio e Katya Rafael. Todos estes recebidos por um grupo bastante acolhedor, de Lisboa, claro; a Ana Lucas, a Ana Sprit, o Josimar, o Bruno, a Rita com a sua pequena Beatriz, a Maria Olímpia e a nossa sorridente Irmã Alzira.



Este roteiro apenas ocupou os dias 29 e 30, porém, para o grupo do Pinheiro e Aveiro começou mais cedo, no dia 28, sexta-feira, em que saímos do Pinheiro rumo a Aveiro para passar a noite na Casa das Imãs Dominicanas de Catarina de Sena que nos receberam com muito carinho e partilhamos com elas uns minutinhos de conversa, risotas e uma importante oração. Já dormidos e com o sono já em dia ou quase, no meio de um pouco de stress e de muito entusiasmo tomamos o primeiro pequeno-almoço do dia, e saímos com as malas para partir nesta aventura. Depois desta longa, mas para nós curta viagem, chegamos a Lisboa e fomos tomar o segundo pequeno-almoço para recarregarmos as energias, não só com comida mas também com uma oração para assim seguir as pegadas da Madre Teresa de Saldanha. Passamos por muitos sítios importantes: nomeadamente, a casa onde viveu e cresceu; o cemitério onde está o corpo da Madre Fundadora; a igreja de São Domingos; o Convento do Corpo Santo; o Convento dos Cardais onde pudemos sentir a alegria de umas meninas lindas, que nos mostraram que adversidades não nos podem parar, que lutar, ser persistente e não desistir é sempre o melhor apesar, de muitas vezes ser o caminho, aparentemente, mais difícil a percorrer.


 De seguida fomos juntos à missa, um belo momento de comunhão e encontro na casa de Deus, que quando acabou, foi prolongado no nosso coração, fomos para a Casa Mãe – a Casa de São Domingos de Benfica, adquirida pela M. Teresa de Saldanha para a sua obra, expropriada em 1910, e onde agora existe uma comunidade de Irmãs com diversas atividades. Jantamos com uma simplicidade enorme, seguido de uma oração e de uma pequena reunião onde pudemos apresentar o nosso testemunho acerca do grande dia que tinha passado; terminada esta avaliação fomos prepararmo-nos para uma noite descansada.

Com alguma preguiça e com menos uma hora de sono, começa o dia 30, Domingo, em que tomamos o pequeno-almoço, fizemos a oração da manhã e fomos visitar o museu da Madre Teresa de Saldanha, que nos envolveu com as suas histórias, alguns momentos da sua vida e alguns objetos pessoais que de um certo modo nos tocou. Ao invés do que tinha acontecido quando chegamos onde só presidia alegria, no momento de nos “despedirmos” e regressarmos de volta a casa o sentimento era contrário, pois era de tristeza. Contudo, foi uma viagem tranquila em que também não faltou boa disposição e onde se realizou um género de uma avaliação global deste fim-de-semana, cujos aspetos positivos se sobrepuseram aos negativos. Almoçamos no fórum e convivemos mais um pouco e seguimos para nossas casas.
Foram uns dias de autêntica felicidade em que pudemos entender melhor esta que é para nós um exemplo, um modelo a seguir, onde vivenciamos coisas e situações que eram importantes para a mesma. Em suma, foi uma experiência bastante enriquecedora e não esquecemos o acolhimento e a gentileza do grupo Vts de Lisboa.


Filipa Gonçalves de Ul
VTS-AVEIRO

Roteiro de Teresa de Saldanha em Lisboa - Testemunho do VTS FÁTIMA

Domingo de Ramos...

Encontrámos um pouco, para olhar o que foi caminhar pelos caminhos de Teresa de Saldanha.

Em plena Quaresma, mergulhámos, nesse dia, no lema de Teresa, "fazer o bem sempre e onde seja possível", percorrendo os seus caminhos pela cidade de Lisboa: Capela dos Castros, Rua das Portas de Santo Antão, Igreja de Corpo Santo, Igreja do Convento dos Cardais, Igreja de Nossa Senhora do Rosário.



Procurámos beber os ensinamentos de Teresa, vivências e frutos. Encontrámos e recebemos "nas suas descendentes", as irmãs que cruzaram nesse dia connosco, principalmente nos Cardais, mostrando o espaço e convivendo com o trabalho desenvolvido, o espírito de serviço e hospitalidade.


Momentos vividos com intensidade, procurando viver a Quaresma com Teresa de Saldanha.





Obrigado e agradecidos.

Frederico e Katya
VTS de Fátima









14 março, 2014

Mensagem do Papa Francisco

Aqui envio a Mensagem para a Quaresma do Papa Francisco.
Um documento para ler, reler, meditar e pôr em prática.
VER MAIS AQUI : QUARESMA 2014

11 março, 2014

Retiro do VTS AVEIRO e PINHEIRO da BEMPOSTA

Neste Carnaval decidimos tirar as máscaras! Sim, já chega de máscaras com as quais nos disfarçamos nas nossas vidas! Por isso, de 28 de Fevereiro a 2 de Março, juntou-se em Aveiro, na casa Das Irmãs Dominicanas, o núcleo do VTS de Aveiro e pela primeira vez, o recém-criado VTS do Pinheiro, que participou no seu primeiro retiro. Aceitar vir a um retiro do VTS é, logo á partida, um gesto radical. “Abdicar” de um fim-de-semana? Conviver com “estranhos”? Parar para reflectir sobre a nossa vida e sobre nós próprios? Rezar?! Conseguia ser esta uma proposta mais radical?!
Começamos com uma Vigília longa e intensa. É fácil sermos mergulhados pelas obrigações do dia-a-dia; é fácil sermos engolidos pelo sistema, pelas regras, pelas distrações. Quando nos apercebemos, somos quase máquinas, autómatos que apenas respondem e nem param para pensar.
Estes momentos de oração conseguem ser tão profundos que nos revelam um mundo de possibilidades muito mais rico e extraordinário. “Só podemos amar o que conhecemos”. Amamo-nos a nós mesmos? E será que nos conhecemos realmente?
Foi esse o objectivo do Sábado. Juntamente com o grupo de Jovens de Ribeira de Fráguas, paramos para reflectir sobre o que temos feito até agora. Vivemos com base em que valores? Que sentido procuramos para a nossa vida? Deus faz parte dela?
Sem dúvida que foi muito interessante a grande empatia que se criou com o grupo que não conhecíamos. A grande hospitalidade, que muito agradecemos, e a autenticidade de todos tornou este Sábado mais rico e humano.
O retiro encerrou-se com a missa de Domingo, onde vários membros se comprometeram em tentar “fazer o bem sempre” durante este próximo ano. Parece uma proposta quase assustadora, mas já o papa João Paulo II nos incentivava para não termos medo de ser santos. Hoje o Papa Francisco também nos lembra que temos de viver a alegria de quem conhece Cristo! Na realidade é incluir algo muito simples na nossa vida: o amor. Tendo isto, faz o que quiseres!
O grupo do Pinheiro da Bemposta regressou para a sua terra e para as suas vidas. O que pretende fazer para que continue esta caminhada no voluntariado? Simples: através da oração e da ação. Oração através de reuniões mensais para rezar, refletir, testemunhar, conviver. Ação com gestos concretos na paróquia, quer seja pela participação na eucaristia, enquanto grupo coral; ou com iniciativas de apoio a instituições da paróquia, bem como a organização de alguns eventos e dinâmicas.


Ivo Machado






Reunião VTS de Lisboa - FEVEREIRO 2014

No dia 3 de Fevereiro de 2014, pelas 20 horas, realizou-se a habitual reunião mensal do grupo VTS de Lisboa.
Nesta reunião estiveram presentes os seguintes membros: Ângela Silva (e Maria Madalena!), André Silva, Filipe Catarino, Ana Lucas, Bruno Amaro, Ana Carneiro, Maria Olímpia, Rita Castro e Beatriz, Bruno Partidário, Joana Castro e José, Luís Azevedo, Rita Saldanha, Irmã Alzira Ferreira e um novo membro do grupo, a Cíntia.
Os principais assuntos, falados na reunião foram: a vida de Teresa de Saldanha e as atividades do grupo a realizar brevemente.
Como é da nossa tradição, a reunião dividiu-se entre momentos de oração, convívio e partilha de ideias.
Até à próxima!


Bruno Amaro

Retiro de Advento – VTS Lisboa

Entre os dias 27 e 29 de Dezembro de 2013, realizou-se o retiro do VTS de Lisboa, na Casa de São Domingos de Benfica.
Neste retiro dedicámo-nos a conhecer melhor o papel dos leigos na família dominicana, ou seja, o nosso papel nesta grande família!
Foi um retiro pleno de momentos de silêncio, reflexão e oração, mas também onde a partilha foi constante.
Visualizámos filmes alusivos à vida de Maria, como “Maria de Nazaré” e sobre como vencer as dificuldades (sendo contracorrente), como “Os Coristas”.
Entre todas as atividades pudemos relembrar a nossa importância enquanto VTS e, claro, ficou a vontade que tivesse durado mais tempo! Mas haverá mais retiros e oportunidades para nos reunirmos.
E a próxima será no dia 3 de Fevereiro! J
Até lá!


Ana Carneiro

04 março, 2014

BOAS NOVAS DE VTS AVEIRO de 2013 - parte 2

Sorteio do cabaz de Outono
VTS - Loja Social de Aveiro 
 No passado dia 14 de Dezembro, pelas 11h 30min, foi realizado o sorteio de um cabaz de outono, cujo número sorteado foi o 44. Para o efeito, estiveram presentes três membros do grupo VTS (Ana Lemos, Joana e a Ir. Flávia). Com o intento de ajudar as pessoas do bairro, com sorteio de cabazes, com roupa cedida mediante um donativo simbólico o VTS de Aveiro mantém a lojja Social, no Mercado de Santiago! 
Este cabaz ajudará, certamente, uma família carenciada trazendo-lhe mais alegria nesta altura do Natal e fim de ano.
Nota: Mais sorteios se irão realizar para o próximo ano!Aguardem.....
Joana Seabra Dezembro de 2013 


BOAS NOVAS DE VTS AVEIRO de 2013

Pinheiro-Advento 2013

Em forma de oração , no dia 20 de novembro reunimos a comunidade do Pinheiro da Bemposta e a comunidade de Aveiro para a dar a conhecer o novo grupo da comunidade pinheirense: o grupo VTS (Voluntariado Teresa de Saldanha). Cânticos , momentos de oração , comunhão , partilha foram momentos que marcaram presença no nosso encontro de natal .
Na oração, questionámo-nos sobre quem será Jesus para nós? Muitas foram as variadas respostas, mas todas levaram-nos a perceber que Ele é amor, Ele é toda a nossa força. O Natal deve então ser recordado não pelos presentes materiais mas sim por tudo o que Ele nos deu: luz ; amor; força ; união; família ; vida; solidariedade ; exemplo e ensinamentos para fazermos o bem sempre, tal como a nossa Teresea de Saldanha também nos ensinou e motivou !
Feliz natal !


Laura Silva , Diana Sá e Fabiana Silva





05 janeiro, 2014

Mais um Encontro/Reunião do grupo de Lisboa!

Na segunda-feira dia 2 de dezembro realizou-se mais um encontro do VTS com muitos membros, entre os quais as duas voluntárias que regressaram recentemente da sua missão em Timor.
Primeiramente rezámos Vésperas, depois jantámos e convivemos um pouco. De seguida ouvimos as partilhas das duas voluntárias sobre as suas experiências enriquecedoras junto do povo timorense ao longo deste ano. No fim, a Irmã Alzira propôs a data do retiro que será feito na Casa de São Domingos de Benfica entre os dias 27,28 e 29 de Dezembro para os membros do VTS Lisboa. O tema do retiro será os leigos na família dominicana e decerto haverá momentos para continuar a partilha da missão em Timor.
E porque esta foi a ultima reunião antes do Natal, aproveitamos para desejar um Santo e Feliz Natal.
Que na humildade do presépio, encontremos não só Deus-Menino, mas também nós próprios. Que seja este um tempo de encontro pessoal e com Deus, porque Ele nasce para todos e em especial para cada um.


Ana Margarida Lucas e Marta Machado

Jornadas da Família Dominicana

No fim-de-semana, 9 e 10 de novembro, alguns voluntários de Teresa de Saldanha deslocaram-se a Fátima com o intuito de participar nas Jornadas da Família Dominicana.
No sábado à tarde, o Voluntariado de Teresa de Saldanha, quer o núcleo de Lisboa quer o núcleo de Aveiro, falaram sobre o trabalho que era realizado nos dois núcleos.
Por Lisboa falou o André Silva e a Ana Carneiro. O André apresentou de forma mais genérica o que é o VTS, a sua história e a sua experiência pessoal enquanto voluntário. Por outro lado, a Ana partilhou a sua experiência de missão em Timor durante um ano.
Por Aveiro falaram dois elementos. Falaram sobre o projeto da loja social e sobre uma experiência de missão, em Portugal, durante o mês de agosto, no qual trabalhavam com crianças e com pessoas idosas.
Seguidamente, assistimos a uma apresentação sobre Catarina de Sena extraordinariamente apresentada pela Madre Superiora, a irmã Rita.
À noite houve convívio entre todos, onde se orou, cantou e até houve tempo para um pezinho de dança.
Depois deste momento, alguns elementos foram ao Santuário onde fizeram as suas orações e onde se rezou, em grupo, o terço.
No domingo pela manhã rezámos Laudes, tendo alguns elementos do VTS renovado ou feito pela primeira vez o seu compromisso para com o grupo e todos participaram na eucaristia.
Seguiu-se o almoço e, posteriormente, fez-se um balanço deste fim-de-semana das Jornadas da Família Dominicana.








Ângela Silva e André Silva